Venha conhecer as Ecopistas de Portugal!

Venha conhecer as Ecopistas de Portugal!

Com o intuito de reanimar as linhas ferroviárias onde já não passam comboios,  eis que surgiu o Plano Nacional de Ecopistas, deslumbrando cicloturistas de todo o mundo com tanta beleza de Norte a Sul do país. 

A implementação deste plano, suportada pelos municípios que são atravessados pelas linhas de comboio desativadas, é gerida pela IP Património, responsável pela tarefa de promover as Ecopistas (Marca Nacional e Europeia) aqui e além fronteiras, promovendo o cicloturismo como forma de conhecer o nosso país.

Ecopista do Dão

O que são as Ecopistas? 

Institucionalmente falando, as Ecopistas são vias de comunicação autónomas, reservadas às deslocações não motorizadas, com o intuito de valorizar o meio ambiente e a qualidade de vida das regiões. Uma Ecopista tem que  cumprir com algumas regras, entre as quais ter condições suficientes de largura, inclinação e qualidade de pavimentação, de forma a garantir uma utilização em convivência e segurança por parte de todos os utilizadores, independentemente da capacidade física dos mesmos, constituindo um suporte privilegiado para o desenvolvimentos das Vias Verdes.

Esclarecidos? Então vamos lá conhecer as Ecopistas de Portugal!

Ecopista do Minho

ecopistas_minho03

Classificada como a quarta melhor Via Verde da Europa, este é um percurso paralelo ao Rio Minho. Os primeiro troços fizeram o aproveitamento da antiga linha ferroviária, entre Valença e Monção, hoje, a via, com 20 kms percorre toda a margem de Valença do Rio Minho de Norte a Sul.

Um  percurso de grande beleza e riqueza natural e paisagística. O Centro de Interpretação da ecopista permite conhecer as memórias ferroviárias de Valença e a riqueza da fauna e flora do Rio Minho. Os observatórios de Avifauna de Friestas e da Veiga da Mira, permitem observar a riqueza ambiental da Ínsua do Crasto e do biótipo da Veiga da Mira.

Localização:Valença
Início: Friestas
Fim: São Pedro da Torre
Extensão: 20 Kms
Acessibilidades: EN101 e EN13
GPS: 42º01’43.09″N8º38’13.502W
Ecopista de Famalicão

ecopistas_famalicao

A Ecovia Caminho do Rio localiza-se na margem esquerda do Rio Minho e abrange algumas freguesias do conselho de Vila Nova de Cerveira ao longo de cerca de 6 kms, aproveitando trilhos ou caminhos de servidão existentes, articulando cinco pontos de ligações principais no seu trajeto (Cais da Mota, Cais do Ligo, Parque de Lazer do Castelinho e Praia da Lenta).

Durante o percurso é possível visitar o Parque de Lazer do Castelinho e o seu Aquamuseu do Rio Minho, o parque infantil e ainda observar a vegetação que acompanha o rio, as atividades agrícolas e, com sorte, alguns homens a pescar.

Localização: Marginal do Rio Minho
Início: Praia da Lenta
Fim: Praia da Mota
Extensão: 7 Kms
Acessibilidade: Perto da En13 Centro Historico da Vila | Ponte Internacional da Amizade
GPS: 41º55’30,28″N44’42,52″W
Ecopista de Guimarães

ecopistas_guimaraes02-ciclovia

Em meados dos anos 80 a antiga linha ferroviária que unia as cidades de Guimarães e Fafe foi desativada e transformada em ecopista. Em 1996 foi aberta ao público a Pista de Fafe, com uma extensão de sete quilómetros, desde Fareja até Foz, estendendo-se por zonas predominantemente rurais. Três anos mais tarde, Guimarães completava o trajeto e inaugurava a Pista no seu conselho, fazendo a ligação entre Fareja e a Devesa, na freguesia de Mesão Frio, com um percurso de cariz mais suburbano.

A Ecopista Guimarães-Fafe vai desde a freguesia de Mesão Frio, a cerca de três quilómetros do centro de Guimarães até ao lugar de Foz, a cerca de um quilómetro do centro de Fafe. Ao longo da sua extensão a ecopista é intersetada diversas vezes por cruzamentos com estradas principais e secundárias, proporcionando aos utilizadores múltiplos acessos de entrada e saída.

Localização: Guimarães-Fafe
Início: Rua  Padre João Oliveira Mesão Frio, Guimarães
Fim: Rua dos Aliados Fareja, Fafe
Acessibilidade: Início em Guimarães na EN101 saída direção Fafe; Início em Fafe na Rua dos Aliados, saída direção Guimarães.
GPS: Início em Guimarães: 41º27’21.62″N8º16’1.42″W; Início em Fafe: 41º27’11.62″N8º10’55.702″W
Ecopista do Tâmega

ecopistas_tamega01

A Ecopista da Linha do Tâmega está implantada nos concelhos de Amarante, Celorico de Basto e Cabeceiras de Basto, ligando a cidade de Amarante a vila de Arco de Baúlhe, numa extensão total de 39 kms.

No conselho de Amarante, estende-se por nove quilómetros, ao longo do vale do Tâmega, permitindo o contato direto com o património natural, cultural e histórico. A pista tem uma largura constante de 3,5m de pavimento betuminoso cor de terra, particularmente adequado a circulação pedonal e ciclística.

Localização: Amarante
Início: Cidade de Amarante na estação de caminho de ferro
Fim: Limite norte do concelho na freguesia da Chapa.
Acessibilidades: A4 (Saída 17) Centro Cidade/ Av.1º de Maio R.Paulino António Cabral
GPS: 41.273723-8,082981
Ecopista do Sabor

ecopistas_sabor01

No final de 2011, a REFER e a autarquia de Miranda do Douro acordaram a construção de uma ecopista entre as Estações de Sendim e Duas Igrejas, numa extensão de 15 quilómetros, à semelhança da já ativa ecopista do conselho de Torre de Moncorvo.

Esta ecopista, que integra o Parque Natural do Douro Internacional, é de um enorme valor para a região, uma vez que potencia o seu riquíssimo património, a gastronomia, as artes e ofícios, os produtos regionais e a própria Lingua Mirandesa.

Localização: Miranda do Douro
Inicío: Sendim
Fim: Duas Igrejas
Acessibilidade: IC5| N221| EM’s
GPS: 41º23’50.442ºN6º32.29″W
Ecopista do Dão

ecopistas_dao04

A Linha do Dão, antiga linha ferroviária entre Santa Comba Dão e Viseu, desativada em 1988, foi transformada em 2011 na lindíssima Ecopista do Dão. Com 49 km é a Ecopista mais comprida de Portugal e talvez também a mais bonita.

O percurso da ecopista pode ser feito a pé ou de bicicleta, começando em Viseu ou em Santa Comba Dão. Contudo, o passeio mais fácil e descontraído é mesmo a descida da ecopista, iniciando o seu percurso em Viseu. Saiba mais sobre esta ecopista consultando este artigo.

Localização: Santa Comba Dão e Viseu
Início: Santa Comba Dão
Fim: Viseu

Ecopista do Vouga

ecopistas_vouga01

Em Outubro de 2009 os Municípios de Albergaria-a-Velha, Águeda, Sever do Vouga, Oliveira de Frades, Vouzela, S. Pedro do Sul e Viseu, a Comunidade Intermunicipal dos Municípios da Região Dão-Lafões e a Refer, apresentaram o anteprojeto da Ecopista do Vale do Vouga, uma via ciclopedonal que vai atravessar estes sete Concelhos ao longo de 78 quilómetros.

Com esta Ecopista pretendem transformar o antigo troço ferroviário num circuito ciclável e pedonal que se estenderá por quase 80 quilómetros de extremo valor paisagístico, turístico e ambiental.

Localização: Vale do Vouga
Inicio: Sernada
Fim: Viseu 
Ecopista do Montado

ecopistas_montado01_0

Resultante da parceria entre a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo e a REFER, a Ecopista do Montado é uma infra-estrutura desportiva, recreativa e de lazer que possibilita a prática de actividades ao ar livre, nomeadamente, caminhadas, Passeios Cicloturísticos e de BTT, passeios a cavalo, passeios em patins e similares.

Este troço desenvolve-se no sentido nordeste-sudoeste. Começa na antiga Estação da CP da cidade de Montemor-o-Novo, passa pela povoação e respectivo apeadeiro de Paião, terminando na estação de Torre da Gadanha, onde se estabelece a ligação com a Rede Local de Turismo de Natureza, já implementada.

Localização: Évora
Inicio: Antiga estação CP da cidade de Montemor-o-Novo
Fim: Torre da Gadanha
Ecopista de Mora 

ecopistas_mora-01

O Percurso está implantado no antigo traçado da linha férrea que ligava Évora a Mora. Tem início na Rua de Timor, em Évora, atravessa a cidade e liga à aldeia de Nossa Senhora da Graça do Divor. Depois prossegue até à zona da Sempre Noiva, onde continua pelo vizinho Concelho de Arraiolos.

Localização: Évora
Inicio: Rua de Timor (Évora)
Fim: Solar da Sempre Noiva