Museu de Évora, um século de existência

Museu de Évora, um século de existência

Se ainda não tinha uma desculpa para ir a Évora este ano, damos-lhe aqui uma bastante válida! O Museu de Évora comemora o seu centésimo aniversário e seria gravíssimo se não fosse admirar as várias coleções que este museu tem para lhe mostrar. Aqui fica uma breve síntese da história deste magnífico museu.  

Quando a Biblioteca Pública de Évora foi fundada, D. Frei Manuel do Cenáculo tinha planos para realizar grandes obras de remodelação, que dividissem o seu espaço segundo um critério em que as diferentes salas seriam organizadas de forma temática.

Assim, por exemplo, na sala das Ciências Naturais os livros dedicados a este tema conviveriam com os espécimes de História Natural, e na sala de História, a par com os grandes livros dedicados ao tema, estariam também retratos de importantes figuras históricas. Ora, pela sua avançada idade, e também porque as invasões francesas em 1808 vieram abalar a cidade, os planos nunca foram executados, e a sua coleção artística ficou reunida numa sala que ficaria conhecida como a “Sala do Museu”.

Escultura: Anunciação. Lápide da Capela de Rui Pires Alfageme

Escultura: Anunciação. Lápide da Capela de Rui Pires Alfageme

Esta sala tinha as paredes preenchidas com pintura, e os diferentes objetos estavam colocados em armários e vitrinas, muitas vezes amontoados. À coleção inicial foram-se juntando os objetos e as pinturas vindas dos conventos extintos da cidade, e ainda algumas doações feitas por particulares, sendo o espaço cada vez mais pequeno para tantas obras.

Pintura: Cordeiro Místico (Josefa de Óbidos)

Pintura: Cordeiro Místico (Josefa de Óbidos)

Ao longo do século XIX os vários bibliotecários foram chamando a atenção para a necessidade de haver mais espaço, para que o Museu pudesse ser convenientemente apresentado, mas a oportunidade nunca chegou. A criação do Museu de Évora, em 1915, veio dar um novo alento a estas intenções!

Agora, em pleno século XXI, o Museu de Évora é um espaço incontornável na cultura desta cidade alentejana e motivo de orgulho para os seus habitantes. Já sabe, quando for passar um fim de semana em Évora enriqueça os seus conhecimentos visitando o seu museu.

Sugerimos-lhe ainda que fique hospedado no Ecorkhotel, um hotel certificado ambientalmente que utiliza a cortiça para o revestimento das suas paredes.