Geoparque Açores, 9 ilhas de encantar

Geoparque Açores, 9 ilhas de encantar

Vulcões, caldeiras, lagoas, campos lávicos, águas termais, grutas, são algumas das preciosidades geológicas que os Açores têm para oferecer a quem o visita.

Além do património geológico, encontrará neste arquipélago um vasto património arquitetónico, cultural, etnográfico e imaterial de imenso valor. Percorra os trilhos pedestres e miradouros, visite as plantações de chá, observe os cetáceos, mergulhe no oceano azul e prove o famoso “cozido das Furnas” no arquipélago mais sustentável do mundo.

Açores 1

Miradouro da Gruta do Inferno, S. Miguel, Azores, Portugal

Atividades

Este geoparque, admitido na Rede Europeia de Geoparques em 2013, tem como objetivo promover a descoberta dos Açores, preservando o seu rico património e a sua paisagem. Fruto da atividade vulcânica do arquipélago, este é o único geoparque do mundo com 121 geossítios espalhados por nove ilhas.

Existem  diversas rotas, como a das Cavidades Vulcânicas,  dos Miradouros ou dos Trilhos Pedestres, que poderá percorrer, explorando os vários geossítios do parque. Para além das caldeiras dos vulcões das Sete Cidades, do Fogo ou das Furnas (São Miguel), aconselhamos a explorar locais menos conhecidos, como a Ponta da Ferraria, uma fajã lávica com uma nascente termal submarina de 62ºC mesmo na praia. É inesquecível a experiência de nos banharmos perto da nascente quente, recebendo as frias ondas do Atlântico. É um “quente e frio” que não nos deixa sair do banho, nunca!

Se levar os mais pequeninos, o geoparque tem para eles várias atividades educativas de forma a estimular o espírito crítico e científico da população mais jovem.

Ponta da Ferraria (Foto: Geoparque Açores)

Ponta da Ferraria (Foto: Geoparque Açores)

E porque nem só de rochas vive o homem, descanse um pouco saboreando a frescura dos produtos do mar e da terra deste rico arquipélago. A Caldeirada de Peixe é comum em praticamente todas as ilhas, assim como os produtos derivados do leite como os queijos e as queijadas deliciosas. O ex-libris é o Cozido das Furnas, onde os vários ingredientes são colocados numa panela que se enterra no solo bem junto das caldeiras, sendo cozinhados naturalmente pelo calor durante cerca de cinco horas. Contudo, não poderiam faltar os vinhos e aguardentes da região, assim como os seus licores e aperitivos.

Açores Queijadas da VIla

Queijadas da vila

Como chegar

Barco – Não deve haver viagem mais romântica do que viajar de veleiro, bolinando de ilha em ilha pelo Arquipélago dos Açores. Entre os yatchmen não há bar mais conhecido no mundo do que o Peter, na ilha da Horta. Aconselhamos claramente uma visita.

Avião – Existem várias companhias aéreas que voam para os Açores. Recentemente começaram a voar para este arquipélago as companhias low-cost, aumentando consideravelmente o número de voos principalmente para Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel. Consulte os sites destas empresas e pesquise sobre as suas medidas de minimização da sua pegada carbónica.

Onde ficar

Existem locais fantásticos onde pode ficar hospedado durante a sua estadia nos Açores. As casas da Tradicampo, galardoadas com a Chave Verde, são uma excelente opção para quem se desloca para a região Noroeste da ilha de S. Miguel. Se optar por ficar em Ponta Delgada, o Royal Garden Hotel, também certificado ambientalmente, destaca-se pela sua elegância e proximidade do porto de embarque para outras ilhas. Para quem visita o Pico, a Baía da Barca é um empreendimento turístico pensado para promover o Turismo de Natureza, envolvendo a população nas questões da sustentabilidade.

Mapa

Para saber mais sobre este parque aceda aqui ao seu site.