Encontro de Micoturismo em Alfândega da Fé

Encontro de Micoturismo em Alfândega da Fé

No próximo domingo, dia 16 de Abril, o Micoturismo estará em análise em Alfândega da Fé, no encontro de primavera que pretende debater o estado de arte do setor, conhecer a realidade de outras regiões e lançar alguns desafios e medidas para afirmar o Micoturismo como um setor estratégico para a região.

O que é facto é que o termo “Micoturismo” é muito recente, e tem surgido não como segmento turístico isolado, mas como parte integrante de planos de gestão sustentável de recurso micológico (cogumelos silvestres).

cogumelos

Em Portugal este setor ainda tem pouca expressão e reflete a falta de conhecimento que existe à volta das questões dos cogumelos silvestres.Daí a importância deste Encontro de Primavera que traz um conjunto personalidades envolvidas no setor para debater estes e outros assuntos. Uma forma também de demonstrar as potencialidades de Alfândega da Fé neste campo, afirmando-o como uma estratégia de futuro para o desenvolvimento sustentável do concelho.

Em Alfândega da Fé até já há quem faça deste recurso forma de negócio. Trata-se da recém- criada empresa Ambifungi, um projeto de jovens empreendedores dedicados ao comércio de cogumelos (silvestres e de cultura) frescos e de conserva mas que também presta serviços de formação, consultoria e animação turística neste campo.

A organização deste encontro resulta de uma parceria entre esta empresa e a Câmara Municipal. Para além da conferência, o Encontro de Primavera incluiu um almoço micológico e uma espécie de “caça ao tesouro”. É que do programa faz também parte uma saída de campo, cujo principal objetivo é encontrar e identificar as raras e apetecíveis “Pantorras”. A época de cogumelos de Primavera revela cogumelos raros que, mesmo para os amantes dos cogumelos, ainda são um mito pela sua raridade e porque existe uma apanha já consolidada por quem habita e vive nos habitats onde eles nascem.

cogumelos

As Morchellas sp., conhecidas na região de Trás-os-Montes por Pantorras ou Belfuradas, são consideradas por muitos como um dos melhores cogumelos comestíveis, só mesmo superados pelas Trufas, mas requerem alguns cuidamos quando consumidos em fresco. As Morchellas sp. em fresco devem ser fervidas e rejeitada a água de fervura. É possível também encontrar já desidratadas, neste caso o processo de secagem já eliminou a toxina que está presente, podendo ser desta forma consumida em segurança.

Segundo chefs conceituados estes cogumelos têm um sabor delicado e podem ser incluídos na chamada cozinha de elite, já que o seu paladar e textura ficam retidos na memória gustativa de cada um durante algum tempo. Verdadeiros tesouros, que nesta altura se escondem nos campos de Alfândega da Fé e que vão ser descobertos durante o Encontro de Primavera.