Do Porto ao Furadouro de bicicleta

Do Porto ao Furadouro de bicicleta

O sol começava a expulsar vagarosamente o nevoeiro que insistia em permanecer sobre o rio Douro, e já se viam os primeiros turistas a tirar fotografias ao casario da ribeira do Porto, maravilhando-se da invicta paisagem.

Do Jardim do Morro, em Gaia, até ao Furadouro são cerca de 40 quilómetros e desta vez foram feitos de bicicleta, com muita coragem e sempre pela ciclovia existente ao longo da orla costeira.

A primeira paragem para descanso foi em Espinho no café Esquimó, conhecido pela mítica bolacha americana que remete para os tempos e sabores de adolescência de alguns membros do grupo, onde se comprava um destes biscoitos antes de apanhar o comboio para casa. Pelo caminho, houve ainda oportunidade para passar pela feira dos pescadores onde se vendia peixe fresquinho e se concertavam as redes de pesca para fainas futuras.

furadouro

furadouro

furadouro

De Espinho até Esmoriz é um tirinho de bicicleta, faltando, na nossa opinião, apenas uma ligação em condições de segurança para todas as bicicletas, mas depressa se retoma a ciclovia em Esmoriz que nos guia até ao Parque Ambiental do Buçaquinho, um local ideal para “picnicar” com a família e amigos.

furadouro

furadouro

buçaquinho

Do Buçaquinho até ao Furadouro, o passeio de bicicleta é feito por uma ciclovia fantástica, ladeada por pinheiros,  que percorre em paralelo a Estrada Florestal até ao Furadouro, onde se localiza o Furadouro Boutique Hotel Beach & Spa, um hotel certificado ambientalmente, contemplado com uma paisagem deslumbrante para o Atlântico e com um design e conforto interior extraordinário.

furadouro

Nada melhor do que terminar o passeio com uma refeição no Restaurante Cardo, após um bom e relaxante banho, onde nos podemos deliciar com a sua gastronomia mediterrânica com traços de cozinha tradicional portuguesa.